No último domingo do ano o Bike Anjo atendeu 67 pessoas em clima de muita festa

23982736336_a0524eb3c0_k

No último domingo do ano o Bike Anjo reuniu mais de 20 voluntários que atenderam 67 pessoas na Praça do Campo Grande e na sequencia todos foram para o Passeio Público onde rolou PicPic, Amigo Secreto e o encontro dos Bike Anjos da cidade onde se avaliou o realizado em 2015 e se traçou metas para 2016.

O destaque foi a grande quantidade de pessoas, tanto voluntários quanto alunos, e o ar alegre e festivo de todo o evento.

Foi realizada uma EBA! Escola Bike Anjo, onde as pessoas aprendem a pedalar e um Pedal Bê-á-Bá que é voltado para o ciclista iniciante e é composto de palestra e passeio onde as pessoas tem o seu primeiro contato com as ruas.

As atividades acima contaram com patrocínio do Itaú e apoio da Prefeitura de Salvador através do Salvador Vai de Bike.

Clique nas imagens para ver os álbuns de fotos:

23381754083_4336b1deb3_k
EBA! Escola Bike Anjo
23900558462_02c845120a_k
Pedal Bâ-á-Bá
23982897476_20aa2e7343_k
Confraternização e Encontro Local Bike Anjo
Anúncios

O Bike Anjo realizou um Mini-circuito infantil em Mussurunga no último domingo

O “Mini-circuito” é uma ação executada pelo Bike Anjo Salvador através do programa “Pedale Seguro Salvador” com patrocínio do Itaú e apoio da Prefeitura de Salvador através do Movimento “Salvador Vai de Bike”. As pessoas que atuam na ação são voluntários que monitoram as crianças que estão no circuito e fazem dinâmicas com o objetivo de ensinar aos pequenos de forma lúdica e divertida sobre as leis de trânsito.

_banner
Clique na imagem para ver o álbum de fotos

A pesquisa do Perfil do Ciclista foi citada pelo Jornal A Tarde pela segunda vez

Maioria dos ciclistas usa bicicleta há menos de 5 anos

A maioria dos ciclistas de Salvador é homem, tem entre 25 e 44 anos, tem renda de até dois salários mínimos, ensino fundamental ou médio completo e começou a utilizar a bicicleta como meio de transporte há menos de cinco anos.

Isto é o que aponta a pesquisa Perfil do Ciclista Brasileiro, desenvolvida em dez cidades pela Organização Transporte Ativo, Observatório das Metrópoles e Universidade Federal do Rio de Janeiro, em parceria com entidades que atuam na promoção da bicicleta.

Lançado recentemente, o estudo revela o perfil das pessoas que usam o veículo como transporte urbano. Foram 5.012 ciclistas entrevistados nas dez cidades – Aracaju, Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Niterói, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo.

Na capital baiana, foram 435 pessoas ouvidas, em diversos pontos, como orla, subúrbio e centro. O estudo indica que, em Salvador, 69,4% dos entrevistados utilizam a bicicleta como um transporte entre cinco e sete dias na semana, sendo que o principal destino é o trabalho – 84,5%  (veja os dados acima). Do total  que a utiliza como meio de transporte, apenas 6% são mulheres.

Coordenador da pesquisa na capital baiana, Daniel Bagdeve, da A associação Bike Anjo, afirma que um dos resultados evidenciam o crescimento do número de usuários do veículo em Salvador nos últimos anos. Mas revelam, também, desafios que ainda não foram superados (leia mais abaixo).

Bagdeve destaca que um dos dados da pesquisa ajuda a desmistificar a ideia de que a bicicleta é “coisa de pobre”. “Só 18,4% foram procurar a bicicleta por ser mais barato. As principais motivações são a rapidez e praticidade (37,7%) e por ser mais saudável (34,6%)”, pontua.

Este dado, aliado ao crescimento nos últimos cinco anos, principalmente a partir de 2013,  leva à interpretação de que as “pessoas já estão se incomodando com os  engarrafamentos”, diz ele.

Bagdeve afirma que a infraestrutura para ciclistas ainda não é boa o suficiente. Ele acredita que as ciclorrotas, apesar de precisar de melhorias, são um bom conceito trazido pela prefeitura: “Ela mostra que aquela rua é mais segura, sinalizando que ali passam ciclistas”.

O presidente da Saltur e coordenador do Movimento Vai de Bike, Isaac Edington, enfatiza  outro resultado da pesquisa: a relação inversamente proporcional entre a renda e o  número de ciclistas. “As pessoas que têm condições de ter outro meio de transporte, como  o carro, acabam dando esta preferência. Mas isso está mudando”, afirma.

Nacional

Para o coordenador-geral da pesquisa, Zé Lobo, também diretor-geral da Organização Transporte Ativo,  o aumento do número de usuários nos últimos cinco anos em Salvador  reflete a situação  nacional.

Mostra, segundo ele, que está havendo uma mudança nacional em relação à prioridade  dos carros nas ruas nos últimos 80 anos. “As pessoas e ciclistas foram tirados das vias.  Isso influencia, inclusive, no desrespeito dos condutores, que estão acostumados a ser  os ‘donos da rua'”, diz.

O Bike Anjo Salvador apoiou essa pesquisa aplicando os questionários na cidade do Salvador.

650x375_ciclismo-salvador_1591860
Clique na imagem para ver o texto no A Tarde

download-pdf-md

A_TARDE14_de_Dezembro_de_2015A_Tardepag4 (1)-page-001
Versão impressa em JPG (clique para ampliar)

 

 

 

Mini-circuito infantil executado no Dique no último domingo

O “Mini-circuito” é uma ação executada pelo Bike Anjo Salvador através do programa “Pedale Seguro Salvador” com patrocínio do Itaú e apoio da Prefeitura de Salvador através do Movimento “Salvador Vai de Bike”. As pessoas que atuam na ação são voluntários que monitoram as crianças que estão no circuito e fazem dinâmicas com o objetivo de ensinar aos pequenos de forma lúdica e divertida sobre as leis de trânsito.

22962899654_db65b35aa1_h.jpg
Clique na imagem para ver o álbum

Rádio CBN fala ao vivo sobre o Encontro Bike Anjo que rolou em BH

“Encontro em BH reúne ciclistas de 21 cidades brasileiras. Durante três dias eles discutiram o uso da bicicleta como meio de transporte. Coordenador da ONG Bike Anjo ressaltou a importância do respeito na convivência entre ciclistas e motoristas”

Obs: Corrigindo o site informado na rádio: http://bikeanjo.org

img_0333jpg_610x340
Clique na imagem para ver o post no site da CBN onde também é possível ouvir a fala da repórter na rádio.
images
Download

O Bike Anjo fecha a segunda rodada de vistorias das estações de bicicletas públicas de Salvador

capaed

Este mês o Bike Anjo fechou o segundo relatório de vistoria das estações de bicicletas públicas da cidade. Cada relatório contempla todas as estações da cidade, dessa forma foi possível comparar os dados e ver que já houve melhoria.

Todos os problemas identificados foram reportados para a Prefeitura através da equipe do Salvador Vai de Bike, que é nossa parceira neste trabalho, e que se encarrega de cobrar providencias da empresa responsável pela manutenção. O programa conta ainda com apoio do Itaú que fornece ajuda de custo para os vistoriadores.

O trabalho continuará nos próximos meses.

Nova pesquisa sobre a utilização de bicicletas em Salvador

Se você pedala pela cidade (ou deseja) é muito importante que responda esta pesquisa. Somente com dados é possível solicitar as melhorias tão necessárias para podermos pedalar com mais segurança. Marque ou compartilhe com seus amigos que pedalam, quanto mais respostas tivermos melhor será o resultado.

376065_2849629726089_1419844530_33026005_1475125778_n
Clique na imagem para ler mais e responder a pesquisa